SLA - Entenda melhor com Analogias Malucas

SLA – Entenda melhor com Analogias Malucas

SLA - Entenda melhor com Analogias Malucas

Entender sobre o SLA pode ser complicado. Por isso pensei em algumas analogias para tentar explicar melhor esse conceito.

Esses dias tive de planejar uma dieta e, por acaso, estava escrevendo sobre SLA aqui para o blog. Fiz uma analogia engraçada na minha cabeça e achei que seria interessante compartilhar. Como em uma dieta, temos nosso peso inicial que é, de certa forma, como uma linha de base. É onde estamos agora. É nosso farol. O peso que eu pretendo alcançar é o objetivo final, é onde quero estar. Para alcançar este objetivo terei de fazer alguns sacrifícios e, diariamente, precisarei comer menos e fazer mais exercícios.

Volta as Aulas Site Campus

Enquanto meu peso atual é minha linha de base e meu peso final é o objetivo do meu planejamento, posso dizer que nesta analogia maluca meu peso final seja como a satisfação do meu cliente. Para eu atingir a satisfação do cliente preciso seguir uma rotina cuidadosamente planejada e preciso cumprir aquilo que eu programei, caso contrário vou retroceder na dieta e voltar para o ponto de partida – meu peso inicial.

Com o SLA não tem muita diferença. A gente parte de um ponto e tem como objetivo a satisfação do cliente. A satisfação do cliente pode ser a satisfação do usuário, mas não vamos entrar no detalhe da coisa. O que difere na dieta para o SLA é que temos o intervalo entre o peso inicial e o final e se colocarmos o peso final como a única coisa que nos satisfaria, então nisso realmente diferem, porque o SLA já deve entregar resultados desde o dia 1 de sua operacionalização.

SLA em Métodos Ágeis?

SLA - Entenda melhor com Analogias Malucas

Outra analogia que anda me dando o que pensar é com métodos ágeis. O SLA precisa ser incremental. Todos os dias vamos cumprindo o planejado e entregando aquela porção alegre de satisfação para os usuários e para o cliente. Isso não significa que ele é estático, ou seja, que depois de acordado seguirá sempre como está. As necessidades do cliente variam e precisamos estar sempre de olho. É como aquele conceito de “gold plating” do PMBoK: não vamos banhar a ouro o SLA, mas também não vamos deixar de melhorar sempre que possível e sempre que isso for importante e necessário para o cliente.

As analogias poderiam seguir infinitamente… “analogar” é um hobby para quem estuda, você não acha? Faça comentários e compartilhe suas analogias e sua opinião!

Aproveite para conhecer nosso curso Preparatório para a Certificação CAPM®

CLIQUE AQUI E CONFIRA O CURSO COMPLETO!

Tags: , , , ,