Brasil: Um País onde reinam as Foundations

Brasil: Um País onde reinam as Foundations

País do samba, carnaval, cerveja, praia, futebol… e dos profissionais mais bem embasados do mundo! E viva as Foundations.

Seria ótimo se estes profissionais não ficassem se “empanturrando” de certificações Foundations e começassem a estudar assuntos com mais profundidade. É de dar nos nervos tanta gente certificada em um trilhão de matérias apenas no nível fundamentos. Ótimo! Mas e agora? Cadê o resto? Se queremos ser um país de primeiro mundo precisamos de profissionais de primeiro mundo. Profissionais de elite, pessoas que fazem a diferença. Já pensou que as melhores práticas de gestão de serviços de TI sequer tem tradução para o português? Pois é. E isso é culpa nossa, porque se nós estivéssemos na ponta da lança, se nos concentrássemos em estudar e buscar um alto padrão em nossas empresas e em nosso próprio currículo poderíamos nós mesmos escrever as melhores práticas. Alguns vão entrar no mérito da história do país, vão querer me contar como foi só com o Getúlio Vargas que entramos na era industrial, muitos e muitos anos depois dos países desenvolvidos, vão querer me falar da falta de apoio para inovação e etc. Gente, meu ouvido não é pinico. Quer amarrar o cavalo na sombra estuda para um concurso público. E eu posso falar porque já estudei e já passei em um!

.

A Culpa Não é Dos Portugueses!

Tudo bem, eu concordo que nossa história nos deixa um pouco para trás. O controle português no Brasil impediu o desenvolvimento da tecnologia nacional desde sempre. Ou o ensino da engenharia era voltado para o exército ou então a alternativa era se formar médico ou advogado. Os portugueses mantinham assim, e de muitas outras formas, o comércio de serviços e bens manufaturados e tecnológicos – carroça é tecnologia, para quem não sabe – sob seu controle. Mas isso é desculpa? Pode ser para quem quiser viver no passado. O que importa agora é que temos sim os meios de crescer e depende de cada um de nós, profissionais, mudar o futuro. Somos uma promessa, a TI só cresce e nós somos o coração da América Latina. Como vamos abordar este crescimento? De forma orgânica? Vamos deixar que façam o trabalho por nós enquanto nos gabamos dos títulos de fundamentos que temos acumulado ou vamos estudar de verdade e fazer acontecer?

Foundations

Fica aqui este meu desabafo. Espero que o pessoal não leve muito para o lado pessoal, mas é assim que eu vejo as coisas e adoraria discutir sobre o assunto!.

Aproveite para conhecer nosso Curso Guia de Sobrevivência LEAN para Startups

CLIQUE AQUI E CONFIRA O CURSO COMPLETO!

Tags: , , ,

Mostrar botões
Esconder botões