Certificação ITIL, será que vale a pena investir?

Certificação ITIL, será que vale a pena investir?

Certificações costumam ser de alto investimento financeiro e de tempo. Por isso surge a pergunta: vale a pena uma certificação ITIL?

Essa é uma pergunta que muitos profissionais da TI tem feito, especialmente os mais jovens, quando começam a avaliar as opções de qualificação oferecidas no mercado.
.
A ITIL foi criada na Inglaterra e desenvolvida como um conjunto de boas práticas do gerenciamento de serviços de TI, combinando várias características importantes com o objetivo de apoiar as áreas de TI na entrega de valor para o negócio.Graças aos resultados obtidos pelas organizações que adotam o ITIL como framework para gestão dos serviços de TI, é hoje amplamente difundida e reconhecida no mercado como fator crítico para a entrega de serviços de qualidade alinhados as estratégias do negócio.

Certificação ITIL
A ITIL define gerenciamento de serviços de TI como o conjunto de atividades realizadas com o objetivo de entregar valor para o negócio. Serviços são os meios pelos quais a área de TI entrega valor ao cliente facilitando a realização das atividades da organização. Já valor é percebido pelo cliente como utilidade (o que ele recebe como serviço) e garantia (como ele recebe o serviço).
Com uma abordagem baseada no ciclo de vida do serviço, a ITIL se preocupa com a forma como o gerenciamento de serviços é estruturada, a relação entre os diversos serviços e os possíveis impactos que as mudanças em um determinado serviço podem causar nos demais.
O ciclo de serviços é composto por cinco domínios ou estágios, cada um deles descrito em detalhes nos cinco livros que compões o núcleo principal do modelo ITIL. (Core Books). Esses domínios são:
  1. Estratégia de serviços (Service Strategy). Nessa fase são definidos os requisitos que a área de TI ou provedores de serviços devem atender para atender as necessidades do negócio e as estratégias de entrega e gestão dos serviços
  2. Desenho dos serviços (Service Design): Aqui os serviços são especificados e planejados, tendo como foco os objetivos do negócio.
  3. Transição de Serviços (Service Transition): Uma vez definidas as estratégias e os serviços, próximo passo é a implementação, mudança ou descontinuação dos serviços.
  4. Operação dos Serviços (Services Operations): Uma vez disponibilizados para os clientes os provedores de serviços devem garantir que os acordos de níveis de serviços estabelecidos estão sendo atingidos.
  5. Melhoria contínua dos serviços (Continual Services Improvement): Tem como principal objetivo garantir que os serviços sendo continuamente aperfeiçoados, buscando excelência operacional, eficiência e o alinhamento com as necessidades do negócio.
Logo, não restam dúvidas de que o modelo de gestão de serviços oferecido pela ITIL está consolidado e que os benefícios da adoção das boas práticas são claros e tangíveis. Por esse motivo os profissionais de TI precisam estar alinhados com essas práticas. E a melhor maneira de demonstrar esse alinhamento é através das certificações.

Aproveite para conhecer nosso curso Preparatório para a Certificação CAPM®

CLIQUE AQUI E CONFIRA O CURSO COMPLETO!

Tags: , ,

Mostrar botões
Esconder botões