PMBOK - Conheça as áreas disciplinares que o constituem

PMBOK – Conheça as áreas disciplinares que o constituem

PMBOK - Conheça as áreas disciplinares que o constituem

Lançado em 1996, o PMBOK apresenta orientações e práticas que visam oferecer a melhor solução para o gerenciamento de diferentes tipos de projetos.

Abordando dez áreas disciplinares primordiais, o PMBOK (Project Management Body of Knowledge) tem a vantagem de oferecer uma orientação nestes domínios que leva em consideração as etapas de iniciação, planejamento, execução, monitoramento, controle e término do projeto, homogeneizando todo o trabalho desenvolvido.

PMBOK - Conheça as áreas disciplinares que o constituem

Vale a pena, então, conferir as 10 áreas de conhecimento que o PMBOK aborda e que têm por finalidade aprimorar o desempenho do profissional de gerenciamento de projetos:

1. Integração

Um projeto é, por definição, um trabalho integrado composto por diferentes fases de progresso com vista à obtenção de um determinado resultado final.

Volta as Aulas Site Campus

Aqui têm lugar o desenvolvimento de etapas do projeto tão relevantes quanto o termo de abertura, o escopo preliminar e o plano de gerenciamento do mesmo. Além disso, a integração aborda igualmente a questão da orientação e monitoramento do trabalho em consonância com o controle das mudanças que venham a ocorrer.

2. Escopo

Neste segmento são abordadas questões como o planejamento, definição, verificação e controle do escopo do projeto, que o orientará ao nível de metodologias, processos e, consequentemente, resultados.

3. Tempo

O quesito da gestão do tempo e do cumprimento de prazos se encontra presente por meio de orientações quanto à definição e sequenciamento das atividades a serem desenvolvidas, bem como quanto à estimativa de recursos e duração das mesmas (que devem, aliás, ser especificadas por meio de um cronograma de trabalho, instrumento também mencionado neste domínio temático).

4. Custo

Como a própria designação indica, esta área temática remete para os quesitos de orçamentação e controle de custos do projeto, que deve aliar a qualidade, a rapidez e a economia pretendidas pelo cliente.

5. Qualidade

À semelhança da variável anteriormente mencionada, também a qualidade determina o sucesso do projeto, sendo por isso perspectiva no PMBOK quanto ao seu planejamento, controle e meios de garantia.

6. Recursos Humanos

Os recursos humanos relevam todo o planejamento alocado ao corpus humano que executará o projeto, nomeadamente ao nível de contratações, mobilizações e gerenciamento de rotinas, fluxos e métodos de trabalho no decurso desse empreendimento.

7. Comunicação

Aqui cabem o planejamento da comunicação (integrada e segmentada), a gestão do relacionamento com os diferentes agentes visados no projeto e ainda a elaboração e avaliação do relatório de desempenho do mesmo.

8. Riscos

Inerente à concepção, desenvolvimento e execução de um projeto, o risco é mencionado quanto ao seu planejamento, identificação, análise – tanto quantitativa como qualitativa -, monitoramento e controle.

9. Aquisições

Finalmente, no capítulo das aquisições são abordadas questões como o planejamento de compras e de contratações, a seleção de fornecedores e a administração e gerenciamento do contrato com vista à concretização plena do projeto.

10. Partes Interessadas
Identificar, planejar e engajar as partes interessadas é o que vai garantir o sucesso do projeto em última análise. O sucesso é determinado pelas partes interessadas, não pelo gerente de projeto!

Aproveite para conhecer nosso curso Preparatório para a Certificação CAPM®

CLIQUE AQUI E CONFIRA O CURSO COMPLETO!

Tags: , , , ,