Processo Conduzir o Planejamento da Release - SBOK SCRUMstudy

Conheça o Processo Conduzir o Planejamento da Release no Gerenciamento Ágil de Projetos

Conheça o Processo Conduzir o Planejamento da Release no Gerenciamento Ágil de Projetos

Neste artigo, apresentaremos o processo Conduzir o Planejamento da Release, da fase Iniciar do Scrum de acordo com o Scrum Body of Knowledge, da SCRUMstudy. A fase Iniciar é composta por 6 processos. Além da fase Iniciar, existem ainda outras 4 fases: Planejar e Estimar, Implementar, Revisão e Retrospectiva e Release.

Conheça o Processo Conduzir o Planejamento da Release no Gerenciamento Ágil de ProjetosPreparamos uma série de artigos sobre as fases e os processos do Scrum da SCRUMstudy. Em comparação ao Scrum original, a abordagem da SCRUMstudy é metodológica, enquanto o original é um framework. Criamos um curso também sobre o Scrum de Ken Schwaber e Jeff Sutherland, clique aqui para conhecer o curso Scrum 100 Lero Lero. Apesar de existirem conflitos e polêmicas entre ambas as correntes, acreditamos que todas são interessantes para o gerente de projetos profissional. Leia mais artigos em nosso blog para entender as polêmicas e debates em relação as diferentes abordagens frente ao Scrum.

Volta as Aulas Site Campus

Propósito do Processo Conduzir o Planejamento da Release

Processo simples, que não deve deixar você encucado: criar o planejamento da release vai requerer a soma dos resultados de processos anteriores da Fase Iniciar. Você precisa ter o backlog do produto já priorizado e uma noção clara dos riscos envolvidos no projeto e das pessoas que irão trabalhar no mesmo. Com isso em mãos e com apoio do cliente e demais partes interessadas, poderás então criar um cronograma com as datas previstas para entregas de produtos funcionando para o cliente, prontos. Mesmo que no começo este planejamento não seja 100% exato, com o passar do tempo ele vai pouco a pouco se tornando mais próximo da realidade. Verifique exemplo ao fim do artigo!

Conheça o Processo Conduzir o Planejamento da Release no Gerenciamento Ágil de Projetos

Entradas

Time Central do Scrum*

Já descrito no artigo sobre o processo Desenvolver os Épicos, clique aqui para conferir.

Entrada obrigatória neste processo!

Stakeholders*

Já descrito no artigo sobre o processo Criar a Visão do Projeto, clique aqui para conferir.

Entrada obrigatória neste processo!

Backlog Priorizado do Produto*

Já descrito no artigo sobre o processo Criar o Backlog Priorizado do Produto, clique aqui para conferir.

Entrada obrigatória neste processo!

Critério de Pronto*

Já descrito no artigo sobre o processo Criar o Backlog Priorizado do Produto, clique aqui para conferir.

Entrada obrigatória neste processo!

Dono do Produto do Programa

Já descrito no artigo sobre o processo Criar a Visão do Projeto, clique aqui para conferir.

Scrum Master do Programa

Já descrito no artigo sobre o processo Criar a Visão do Projeto, clique aqui para conferir.

Dono do Produto Chefe

Já descrito no artigo sobre o processo Criar a Visão do Projeto, clique aqui para conferir.

Backlog do Produto do Programa

Já descrito no artigo sobre o processo Criar a Visão do Projeto, clique aqui para conferir.

Requisitos de Negócio

Já descrito no artigo sobre o processo Criar o Backlog Priorizado do Produto, clique aqui para conferir.

Calendários de Feriados

Simples calendário com feriados e disponibilidade do time. Talvez alguns membros não possam se comprometer em 100% com o projeto durante o tempo necessário ou a duração de todo o projeto.

Recomendações do Scrum Guidance Body

Já descrito no artigo sobre o processo Criar a Visão do Projeto, clique aqui para conferir.

Ferramentas

Sessões do Planejamento da Release*

Apesar de parecer complexo, este processo é apenas a continuação da elaboração do backlog do produto quando no início de um projeto. Apesar de não termos uma noção clara de tudo que faremos no início do projeto e de que teremos de voltar a planejar as releases ao longo de todo o ciclo de vida do projeto, esta sessão é a reunião das partes interessadas relevantes – incluindo aí o time de desenvolvimento e toda equipe Scrum – e até mesmo o cliente e usuários.

Nesta reunião, o backlog será explorado e distribuído entre Sprints. Sprints são ciclos de 1 até 6 semanas onde o produto, ou partes dele, são construídos. Se um produto tem muitas entregas, pode ter mais Sprints ao longo de um projeto com maior ou menor duração. Se tem poucas, pode ter menos entregas. A duração da Sprint é uma das saídas do processo de planejamento da release e vai variar de acordo com o planejamento da mesma.

A ferramenta aqui é simples, repetindo: reúnem-se os interessados e responsáveis pelo projeto e definem-se em que Sprints serão construídas as entregas e quando, em que momento, o cliente receberá partes utilizáveis – incrementos – do produto que ele está contratando a equipe para desenvolver.

Ferramenta obrigatória neste processo!

Métodos de Priorização da Release*

De acordo com o SBOK:

Os Métodos de Priorização da Release são usados para desenvolver um plano da release. Esses métodos são específicos da indústria e da organização e geralmente são determinados pela alta administração de uma organização.

Ferramenta obrigatória neste processo!

Saídas

Cronograma de Planejamento da Release*

É algo simples, um cronograma de entregas do produto distribuído entre Sprints. Cada Sprint pode conter um conjunto de épicos e histórias de usuário, enquanto em determinada Sprint a soma dos incrementos criados nas Sprints passadas constituirá o produto a ser entregue.

Realmente é bem simples, vou criar um exemplo em texto mesmo para você ter uma ideia:

SPRINT A: Épico X, Histórias 1,2 e 3 – Incremento 1

Data previsa: XX/XX

SPRINT B: Épico Z, Histórias 4,5 e 6 – Incremento 2

Data previsa: XX/XX

SPRINT C: Épico Y, Histórias 7,8 e 9 – Incremento 3

RELEASE 1: Incrementos 1, 2 & 3 – Previsto para: DATA XX/XX

Saída obrigatória neste processo!

Duração do Sprint*

A duração da Sprint vai ser determinada a partir do planejamento das releases do projeto, mas também a partir da identificação dos riscos que circundam o mesmo. Um projeto com muitos riscos e muitas mudanças previstas deverá ter Sprints mais curtas, enquanto projetos sem muitos riscos e mais previsíveis poderão ter Sprints maiores. O mínimo, pelo SBOK, é 1 semana. O máximo, 6.

Saída obrigatória neste processo!

Clientes-alvo para a Release

De acordo com o SBOK:

Nem todos os lançamentos terão como alvo todos os stakeholders ou usuários. O Stakeholder pode optar por limitar certos lançamentos para um subconjunto de usuários. O Plano da Release deve especificar os clientes-alvo para o lançamento.

Backlog do Produto Priorizado e Refinado

Ainda, segundo o SBOK;

O Backlog Priorizado do Produto, desenvolvido no processo de Criar o Backlog Priorizado do Produto, pode ser refinado neste processo. Podendo haver clarificação adicional sobre as Histórias de Usuário no Backlog Priorizado do Produto após a realização das Sessões de Planejamento da Release, feitas pelo Time Central do Scrum e pelo(s) Stakeholder(s).

Deixe seus comentários!

Tags: , , , , ,