Gerenciamento de projetos: Organização de processos

Gerenciamento de projetos: Organização de processos

Gerenciamento de projetos: Organização de processos

Cada etapa, metas. Juntando essas etapas, temos os processos. São esses que formam a base para o gerenciamento de processos.

No âmbito do gerenciamento de projetos, existe a necessidade de organizar um projeto em etapas para que se possa obter o resultado desejado de forma rápida, econômica e satisfatória. Para entender um pouco melhor a sua função, o PMBOK propõe uma categorização que se encontra diretamente relacionada ao resultado produzido por cada uma das unidades em causa – isto é, cada grupo de processos alude a um determinado tipo de trabalho que, quando eficazmente realizado e terminado, conduz ao início e desenvolvimento de outro grupo:
Carreiras Site Campus

1. Processos de iniciação: são processos que concernem à autorização do projeto. Envolvem um foco importante sobre o escopo, variável fundamental para a execução de um projeto sólido e eficiente;

2. Processos de planejamento: processos interativos que visam a definição e aprimoramento de objetivos, de modo a se aferir o meio mais eficaz para se alcançarem plenamente os objetivos desenhados no projeto;

Gerenciamento de projetos: Organização de processos

3. Processos de execução: remete à execução – isto é, à efetiva realização – do projeto, que se desenrola em concordância com uma gestão eficiente de pessoas e recursos financeiro para essa mesma finalidade. É uma das etapas (se não mesmo a mais) importantes do projeto, já que permite materializá-lo da forma mais fiel possível à realidade perspectivada pelo cliente;

4. Processos de monitoramento e controle: respeitam ao monitoramento do projeto e à aferição do seu desempenho, através do uso de métricas especificas e de ações corretivas (tanto preventivas quanto a nível de solucionar algumas questões cotidianas;

5. Processos de encerramento: processos alocados ao seu término. Os processos de encerramento finalizam os trabalhos desenvolvidos e, pela sua natureza, asseguram que o material produzido vai de encontro à demanda e interesse do cliente a que se destina.

A importância do monitoramento

O monitoramento se torna indispensável ao longo do projeto, de modo a desenvolver ações corretivas ativas e preventivas, alinhando-o com o seu objetivo e com as premissas de economia, rapidez e qualidade do material concebido. Nesta lógica, pode afirmar-se que a obtenção de um bom desempenho se relaciona direta e indubitavelmente com um monitoramento diário e atento por parte do profissional de gerenciamento de projetos.

#
Compartilhe!
Fale com o Site Campus!

Tags: , , , ,