Saiba melhor quais conceitos de qualidade no Scrum existem!

Qualidade no Scrum

Qualidade no ScrumVamos falar sobre qualidade e qual a visão da SCRUMStudy sobre qualidade no Scrum e na combinação de práticas ágeis reunidas pela organização.

Francamente falando, qualidade no Scrum é algo simples e previsto pelos autores originais. Para o time da SCRUMStudy, qualidade é a capacidade de uma entrega atender os requisitos/critérios de aceitação de um cliente. Ou seja, se um avião foi construído para voar, ele precisa voar para ter qualidade. Se não sair do chão, não tem qualidade. A ideia é simples. Vamos pensar em outro exemplo: você contrata uma empresa que trabalha com Scrum para fazer um software de controle de vendas. Este software precisa, pelas necessidades apontadas por você, ter um sistema que indique quando os estoques baixam. Se este software não tiver tal funcionalidade, se tiver e ela não funcionar, não tem qualidade. Poderíamos ficar criando exemplos aqui o dia todo… Mas acho que você já pegou a ideia, certo?

Carreiras Site Campus

O que me preocupa com esta visão de qualidade é que ela combina algumas noções de escopo que, no gerenciamento de projetos tradicional, inclui também requisitos e validação de escopo. Contudo, esta noção simplificada no Scrum da SCRUMStudy é bacana porque nos remete ao Scrum original, do Scrum Guide (clique aqui para ler o Scrum Guide). Estes elementos do Scrum original estão também presentes no SBOK (clique aqui para ler o SBOK).

Planejamento da Qualidade

Bom, sabendo que precisamos entregar aquilo que o cliente entende como valor e atender aos critérios de aceitação do mesmo – que precisam ser definidos pelo Dono do Produto – precisamos planejar para entregar este valor. Assim sendo, o planejamento da qualidade está diretamente ligado ao planejamento de cada etapa de desenvolvimento do produto quando estamos aplicando Scrum. Sei que não chegamos lá ainda nesta série de artigos, que não falamos exatamente como o jogo funciona, mas o que você precisa entender aqui é que quando pensar em produzir algo, tem que planejar esta produção com os olhos voltados para o que o cliente quer e o que ele precisa. São estas necessidades que vão dar forma ao que chamamos de “backlog”, um registro destas necessidades criado de uma forma específica e que detalha aquilo que o cliente precisa e o que ele considera necessário para que a entrega daquele produto seja aceitável.

Controlando a Qualidade


Controlar a qualidade
é pegar uma parte pronta de um produto e avaliar se aquela parte pronta atente aos critérios de aceitação definidos pelo cliente. Atende? Pronto, pode entregar. Não atende? Retorna para a produção. O conceito é simples e está relacionado a um evento do Scrum chamado de “Revisão da Sprint”. Sprint é uma pequena fase de produção que visa entregar valor para o cliente de forma rápida, eliminando riscos por ser rápida e curta. Procure pelos artigos sobre os processos do Scrum para entender ela melhor, todos estão aqui no blog do Site Campus. Quando revisamos uma Sprint, estamos na verdade revisando os resultados dela. Então, quando esta pequena fase de produção acaba, pegamos os produtos e avaliamos da forma como já explicamos: atende aos critérios ou não?

Garantindo a Qualidade

Depois de entregar o produto, após a revisão do mesmo e seu respectivo controle, ainda existe um outro evento dentro do Scrum que se chama “Retrospectiva da Sprint”. Vou colocar aqui no post uma imagem para você começar a aprender mais sobre o ciclo de vida de projetos usando Scrum:

Qualidade no Scrum

Esta imagem está originalmente hospedada em http://www.enevasys.com/wp-content/uploads/2014/12/ciclo-vida.png – e apesar de estar em inglês, você vai conseguir reconhecer os eventos que eu mencionei antes. É bem tranquilo! Perceba que a Sprint é esta fase maior onde o produto é construído e que antes de se transformar em software, este incremento vai ser revisto e depois ainda vai ser feita uma retrospectiva da Sprint – que serve justamente para garantir a qualidade dos produtos e do trabalho.

Na retrospectiva o time vai falar sobre o trabalho, as ferramentas utilizadas, sobre as regras do Scrum e como tudo ocorreu. Neste momento, poderão ser feitas sugestões de melhoria que serão encaradas pelo time como parte integrante da próxima Sprint, ou seja, vão trabalhar para fazer aquelas melhorias saírem do papel e acontecerem de verdade. Assim, a garantia da qualidade é focada nos processos, enquanto o controle é focado no produto.

Não é difícil de entender, mas caso você tenha ficado com dúvidas, continue lendo nossa série de artigos sobre Scrum que vamos logo logo chegar nos processos do Scrum. Estamos recém nos aspectos! 🙂

Deixe seus comentários!

#
Compartilhe!
Fale com o Site Campus!

Tags: , , , , , , ,