Gestão do Escopo - Por onde você deve começar?

Gestão do Escopo – Por onde você deve começar?

Gestão do Escopo - Por onde você deve começar?Iniciando, aqui no Blog do Frederico Aranha uma série de posts sobre Gestão do Escopo. Como trabalhar melhor com o que você tem em mãos.

Vamos começar pelo básico: o escopo do produto é diferente do escopo do projeto. Mas o que é escopo? Escopo é o trabalho necessário para se entregar o(s) resultado(s) que o projeto pretende entregar. Se pensarmos em uma casa, o escopo de uma casa envolve a construção da parede, aterramento do terreno – ou não, se for definido que isso será “fora do escopo” – pintura, encanamento e assim por diante. O escopo do projeto faz parte da organização do projeto, do planejamento, da execução: são os processos escolhidos para a gestão do projeto, práticas, artefatos do projeto, construções do próprio projeto para a gestão e o trabalho da equipe do projeto relacionado à gestão do projeto.

Gestão do Escopo

Vamos Planejar? Introdução à Gestão do Escopo

Termos e Expressões Comuns

Temos dentro da gestão do escopo alguns conceitos básicos, como “scope creep”, que é o crescimento desordenado do escopo e “gold plating”, que é a adição de elementos no escopo do projeto sem autorização do cliente com o objetivo de melhorar as entregas. Ambas práticas são fruto de mal gerenciamento, pois quando inserimos requisitos não autorizados estamos impactando outras entregas e atividades do projeto. É preciso controlar todas as mudanças de requisitos, o que irá impedir o acontecimento destes dois fenômenos citados.

O gerenciamento das partes interessadas está intimamente ligado com o bom gerenciamento do escopo, porque por meio do bom gerenciamento das partes é possível ter um correto entendimento dos requisitos do projeto e do escopo do produto. Entendendo bem o escopo do produto podemos planejar com sucesso as entregas e o escopo em si uma vez que o gerenciamento do escopo inclui os processos necessários para assegurar que o projeto inclui todo o trabalho necessário, e apenas o necessário, para terminá-lo com sucesso. A gestão das partes interessadas irá garantir que o gerenciamento do escopo cumpra seu papel no projeto. Já tive a oportunidade de gerenciar diversos projetos e posso afirmar, com certeza, que a má compreensão das necessidades dos “stakeholders” gera muitos problemas e o impacto é sentido diretamente na gestão do escopo e ainda outras áreas, principalmente tempo e custos.

Volta as Aulas Site Campus

Quando Iniciar o Planejamento?

Você inicia o trabalho de gestão de escopo pelo planejamento do gerenciamento do escopo, para em seguida coletar os requisitos do produto, definição do escopo, criação da EAP, validação do escopo e controle do escopo. Não temos atividades de gestão do escopo na área de execução, apenas no planejamento e no monitoramento e controle. O gerenciamento do trabalho do projeto necessário para atingir os objetivos do mesmo é feito pelo processo de gerenciamento e orientação do trabalho do projeto da área de integração.

Quais as Saídas do Planejamento do Gerenciamento do Escopo?

Como saída do processo de planejamento do escopo temos a definição do plano de gerenciamento do escopo e também do plano de gerenciamento dos requisitos. Vamos definir como coletaremos requisitos, como a coleta de requisitos se relacionará com a gestão de partes interessadas, quais documentos vamos utilizar para a colega, a matriz de rastreabilidade dos requisitos e o que for necessário para garantir uma boa coleta dos mesmos. Na etapa de planejamento do gerenciamento do escopo também definiremos como será feita a declaração do escopo, quais documentos, como controlaremos a linha de base do projeto – que é a declaração do escopo, EAP e dicionário da EAP – e também o esquema de validação a ser empregado. Falei do planejamento do gerenciamento do escopo e indiretamente fiz uma breve apresentação dos processos de gestão de escopo, percebeu?

EAP: Um Overview

Mas e aí, você sabe o que é uma EAP? EAP = Estrutura Analítica de Projeto. Na EAP você vai apresentar os pacotes de trabalho, as entregas, que compõe o projeto. Uma EAP ajuda a fazer a gestão do projeto pois apresenta de forma visual, ou textual dependendo de como você optar por elaborar a mesma, e bem organizada de todas as entradas. Também ajuda a construir entradas para outros processos de gestão, como a definição de atividades, elaboração de orçamentos e mais. Conforme você evolui no estudo das boas práticas de gestão de projetos irá perceber como a EAP se coloca, naturalmente, ao centro de todos os esforços de gestão. Ainda não temos um artigo sobre EAP no blog, então é importante que você busque material neste sentido em outras referências na internet.

Conclusão

Este artigo encerro por aqui, pois ele abordou de forma objetiva as “preliminares” da gestão do escopo. Com os conceitos aqui apresentados, você está pronto para dar o próximo passo e começar a fazer a gestão do escopo do seu projeto. No próximo artigo vamos apresentar um viés mais prático para a gestão do escopo, pois este é o objetivo da série “Vamos Planejar”.

Aproveite para conhecer nosso curso Preparatório para a Certificação CAPM®

CLIQUE AQUI E CONFIRA O CURSO COMPLETO!

Tags: , , , , ,