Saiba mais sobre os aspectos do Scrum neste artigo

Aspectos do Scrum: A Organização

Aspectos do Scrum: A OrganizaçãoConheça um dos aspectos do Scrum mais importantes, a ORGANIZAÇÃO, de acordo com o SBOK – Scrum Body of Knowledge, da SCRUMStudy.

Neste artigo, vamos falar da organização do ponto de vista do Scrum. Mas o que é a organização? É a organização dos papéis dentro do Scrum, ou seja, como as pessoas devem se organizar para poderem entregar resultados por meio do framework. Além disso, este artigo vai te oferecer uma perspectiva geral de como gerir projetos em qualquer organização a partir do uso do Scrum.

Papéis no Scrum

Papéis Centrais & Obrigatórios

Dono do Produto & Dono do Produto Chefe

Afinal de contas, quem é o Dono do Produto? Ele é o profissional que representa a Voz do Cliente. Ele representa o próprio cliente, mas com capacitação para organizar entregas em um projeto. Imagine que você quer trabalhar em um projeto: alguém precisa dizer o que precisa ser feito. Este é o papel do Dono do Produto: detalhar as entregas, aperfeiçoar a noção de todo e de cada parte do trabalho que precisa ser feito. Ademais, o Dono do Produto mantém seu foco na qualidade e no relacionamento com o cliente. Ele vai ajudar o time a entender o trabalho que precisa ser feito e vai controlar riscos e direcionar mudanças conforme o necessário.
Black Week Site Campus

É como o timoneiro, dizendo para onde o time precisa ir com base em priorizações feitas a partir do valor das entregas na perspectiva do cliente. Scrum serve para construir produtos, desta forma, construir produtos é sempre um esforço voltado para o cliente. Assim, o Dono do Produto vai inclusive definir critérios de aceitação para produtos em desenvolvimento.

De acordo com o SBOK:

“O Dono do Produto representa os interesses da comunidade de stakeholders para o Time Scrum. O Dono do Produto é responsável por garantir uma comunicação clara para o Time Scrum, sobre requisitos de funcionalidade do produto ou serviço, definindo os Critérios de Aceitação, e garantindo o cumprimento desses critérios. Em outras palavras, o Dono do Produto é responsável por garantir que o Time Scrum entregue valor. O Dono do Produto deve sempre manter uma visão dupla.”

Existindo projetos grandes demais para apenas um time dar conta do recado, é preciso criar outros times. Criando-se outros times, existirão mais do que apenas um Dono de Produto. Assim sendo, será preciso definir um chefe para os Donos de Produtos envolvidos no esforço coletivo de construção de produtos em escala.

Scrum Master & Scrum Master Chefe

O Scrum Master é aquele quem domina o Scrum. O Dono do Produto pode entender do cliente, mas é o Scrum Master quem vai defender o Scrum dentro da empresa e para o próprio cliente. Ele vai facilitar o trabalho de todos, trabalhar para que não existam impedimentos que façam com que o trabalhe pare. Ele conhece as regras do Scrum, as regras do jogo, e faz com que todos sigam estas regras para a melhor aplicação do Scrum dentro da empresa ou organização.

O Scrum Master é um líder-servidor que vai colocar o Time e o Dono do Produto, assim como o cliente, como prioridade. Ele quer proteger, blindar a equipe, ao passo que também vai ensinar as pessoas a trabalharem melhor.

Geralmente, o Scrum Master é um membro do Time Scrum, da equipe de trabalho. Esta configuração nem sempre é a melhor, porque se um Scrum Master se vê dividido entre suas obrigações, precisa escolher sempre pelo trabalho de Mestre em Scrum para favorecer o time. É importante que alguém pense no cliente e que alguém pense no time e em manter as regras do Scrum – enquanto o time pensa no trabalho.

O Scrum Master Chefe surge da mesma forma que o Dono de Produto Chefe. Verifique o tópico anterior para entender melhor este conceito.

Time de Desenvolvimento ou Time Scrum

Este é o time central, é aquele que produz, “gente que faz”. Auto-organizado, voltado para construção de valor para o cliente, altamente motivado e com foco em trabalho iterativo-incremental, esta é a turma que vai fazer acontecer. São profissionais em um time variando de 3 até 10 membros – de acordo com o SBOK. Vamos conferir o que o SBOK tem a nos dizer sobre o Time Scrum:

“O tamanho ideal de um Time Scrum é de seis a dez membros, grande o suficiente para garantir que sejam adquiridos os conjuntos de habilidades adequadas, mas pequeno o suficiente para facilitar a colaboração. Entre os principais benefícios de se formar um time de seis a dez membros, estão a comunicação e o gerenciamento, que ocorrem normalmente de forma simples e requerem esforços mínimos. No entanto, às vezes podem ser inconvenientes, um grande problema está no fato de times menores serem significativamente mais afetados pela perda de um membro, mesmo que por um curto período de tempo, o que pode não afetar da mesma forma times maiores. Para resolver este problema, é possível que os membros do time tenham habilidades e conhecimentos especializados fora do seu próprio papel específico. No entanto, isso pode ser difícil e depende do tipo de projeto, indústria e tamanho da organização. Recomenda-se ter pessoas que atuem como backup caso seja necessário substituir qualquer membro do Time Scrum.”

Papéis Não Obrigatórios

Stakeholders (Clientes, Fornecedores, Usuários e etc.)

Estes papéis não são obrigatórios, ou seja, você pode formar uma equipe para trabalhar com Scrum em um projeto de inovação sem ter clientes, fornecedores e sem saber quem serão seus usuários. Stakeholders são partes interessadas, pessoas e grupos que de alguma forma tem interesse nos resultados do projeto – positiva ou negativamente. É papel do Dono do Produto listar e acompanhar estas partes interessadas, garantindo sua satisfação e engajando estas partes para aumentar seu impacto positivo no projeto ou diminuir seu impacto negativo.

Scrum Guidance Body

Grupo formado para oferecer direcionamento ao trabalho com Scrum em determinada organização ou até mesmo em um projeto de larga escala. É possível ter um corpo de direcionamento, ou “guidance body” formado por profissionais sêniores em uma empresa, Donos de Produtos, Scrum Masters, Diretores e todos aqueles que puderem oferecer mentoring, apoio e direcionamento para as equipes ou a equipe de Scrum.

Dono do Produto do Programa & do Portifólio + Scrum Master do Programa & do Portifólio

Para entender estes papéis, basta fazer uma analogia aos papéis já mencionados de Scrum Master Chefe e Dono de Produto Chefe. A lógica é a mesma, mas nesse caso você precisa entender um pouco melhor o que é um programa e o que é um portfólio.

Imagine que o governo agora está investindo em um conjunto de obras de saneamento na sua cidade. Os recursos do governo saem de um mesmo fundo e para realizar este conjunto de obras estão sendo geridos vários projetos em paralelo. Isto é um programa de obras, um programa! Assim, um programa pode ter um Dono de Produto ou um Scrum Master que cuide dos demais projetos. É uma designação diferente que vai variar de acordo com a perspectiva dada a determinado conjunto de projetos.

Um portfólio pode ser vários projetos que não estejam vinculados como as obras que citei acima, mas que sejam de uma mesma empresa ou de um mesmo segmento. Um conjunto de novos negócios numa empresa, como projetos, pode formar um portfólio de novos negócios. Novamente, a lógica é a mesma para os papéis.

Seleção de Pessoal

Confira na imagem abaixo as características desejáveis para cada papel descrito, de forma geral:

Aspectos do Scrum: A Organização

Clique aqui e veja uma aula sobre a importância da utilização do Scrum de nosso curso preparatório para a certificação SFC da SCRUMStudy – faça esta aula gratuitamente e aprenda mais!


#
Compartilhe!
Fale com o Site Campus

Tags: , , , ,