Conheça o Aspecto Organização do SBOK da SCRUMstudy

Conheça o Aspecto Organização do SBOK

Conheça o Aspecto Organização do SBOK da SCRUMstudy

Nesse artigo, apresentaremos o Aspecto Organização, do Guia SBOK™. Esse aspecto pode ser entendido por várias formas de visão de uma organização de projeto Scrum, como os papéis centrais e não-essenciais, e como formar os Times Scrum de alto desempenho.

Preparamos uma série de artigos sobre as fases e os processos do Scrum da SCRUMstudy. Em comparação ao Scrum original, a abordagem da SCRUMstudy é metodológica, enquanto o original é um framework. Criamos um curso também sobre o Scrum de Ken Schwaber e Jeff Sutherland, clique aqui para conhecer o curso Scrum 100 Lero Lero. Apesar de existirem conflitos e polêmicas entre ambas as correntes, acreditamos que todas são interessantes para o gerente de projetos profissional. Leia mais artigos em nosso blog para entender as polêmicas e debates em relação as diferentes abordagens frente ao Scrum.

O que são Papeis Essenciais e Não Essenciais?

É muito importante entender os papéis e as responsabilidades definidas para garantir o sucesso do Scrum em uma organização. Nos papéis essenciais ou centrais existem três principais que são: Dono do Produto, Scrum Master e Time Scrum. Juntos, são referidos como Time Central do Scrum. É importante notar que, destes três papéis, nenhum papel tem autoridade sobre o outro.

Papéis Não Essenciais não são obrigatoriamente necessários para projetos Scrum e podem estar ou não elencados em determinados projetos. Os papéis são: Stakeholders, Fornecedores e Scrum Guidance Body (SGB).

Dono do Produto

O Dono do Produto é responsável por maximizar o valor do negócio para o projeto, deve compreender e apoiar as necessidades de todos os stakeholders e, ao mesmo tempo, compreender as necessidades e a forma de trabalho do Time Scrum.

O Dono do Produto garante que o Time Scrum entregue valor. O Dono do Produto representa a Voz do Cliente (VOC) pois articula para que as necessidades explícitas e implícitas do cliente sejam traduzidas em Estórias de Usuário no Backlog Priorizado do Produto e, posteriormente, utilizadas na criação dos Entregáveis do projeto para o cliente. E também representa os interesses da comunidade de Stakeholders para o Time Scrum.

Conheça o Aspecto Organização do SBOK

Promoção de Julho Site Campus

Na tabela 3-1 Responsabilidade do Dono do Produto em Processos Scrum do SBOK são apresentadas as suas responsabilidades.

É importante que o Dono do produto esteja ciente de todos os outros papéis referentes ao seu produto, serviço ou a qualquer outra entrega.

Dono do Produto Chefe

Já descrito no artigo sobre o processo Criar a Visão do Projeto, clique aqui para conferir.

Scrum Master

O Scrum Master é um facilitador (“líder servidor“), que garante ao Time Scrum o fornecimento de um ambiente propício para concluir com sucesso o projeto. O Scrum Master guia, facilita, modera e ensina as práticas do Scrum para todos os envolvidos no projeto, agindo como motivador e mentor do time; remove os impedimentos encontrados pelo time; e, assegura que os processos do Scrum estejam sendo seguidos.

O papel de Scrum Master é muito diferente do papel desempenhado pelo Gerente de Projeto em um modelo tradicional de gerenciamento de projetos (em cascata/waterfall), em que o gerente de projeto trabalha como um gerente ou líder para o projeto. O Scrum Master, no entanto, trabalha como um facilitador, ele ou ela está no mesmo nível hierárquico que outros membros do Time Scrum – qualquer membro do Time Scrum que tenha a habilidade de facilitar projetos Scrum, pode se tornar o Scrum Master de um projeto.

Correspondente ao papel de Scrum Master em um projeto, pode haver um Scrum Master do Programa (para um programa) ou um Scrum Master do Portfólio (para um portfólio).

Além de que, o Scrum Master deve se familiarizar com os Papéis do Projeto Scrum (tanto com os essenciais quanto com os não essenciais), com o seu Time Scrum, com as responsabilidades de todos os papéis e com os Estilos de Liderança.

Na tabela 3-2 Responsabilidades do Scrum Master em Processos Scrum do SBOK é apresentado as suas responsabilidades.

Scrum Master Chefe

Já descrito no artigo sobre o processo Criar a Visão do Projeto, clique aqui para conferir.

Time Scrum

O Time Scrum referido também como Time de Desenvolvimento é um grupo ou um time de pessoas que são responsáveis por entender os requisitos de negócio especificados pelo Dono do Produto, executar o desenvolvimento do produto, serviço ou de outro resultado, estimar Estórias de Usuário do Backlog do Sprint e criar os entregáveis finais do projeto.

Conheça o Aspecto Organização do SBOK

Na tabela 3-3 Responsabilidades do Time Scrum em Processos do Scrum do SBOK é apresentado as suas responsabilidades.

Os Papéis Não Essenciais

Stakeholder(s)

Já descrito no artigo sobre o processo  Identificar o Scrum Master e Stakeholders, clique aqui para conferir.

Fornecedores

Já descrito no artigo sobre o processo Criar a Visão do Projeto, clique aqui para conferir.

Scrum Guidance Body

Já descrito no artigo sobre o processo Criar a Visão do Projeto, clique aqui para conferir.

Seleção de Pessoal

Características desejáveis para os papéis centrais do Scrum.

Conheça o Aspecto Organização do SBOK

Figura 3-3: Características Desejáveis para os Papéis Centrais do Scrum

Tamanho do Time Scrum

O tamanho ideal de um Time Scrum é de seis a dez membros, sendo que estes conforme o crescimento do time possam ser divididos e criados novos times Scrum. Entre os principais benefícios de se formar um time de seis a dez membros, estão a comunicação e o gerenciamento.

 

Scrum em Projetos, Programas e Portfólios

Pelo fato do Scrum ser flexível em diversos tipos de projetos, sabemos que não há limitações quanto aos projetos que utilizam ele. Alguns exemplos são:

Exemplo 1: Construtora

Projeto—A construção de uma casa

Programa—Construção de um complexo habitacional

Portfólio—Todos os projetos de construções habitacionais da empresa


Exemplo 2: Organização Aeroespacial

Projeto— Construção do veículo de lançamento

Programa—Lançamento bem sucedido de um satélite

Portfólio—Todos os programas de satélites ativos


Exemplo 3: Empresa de Tecnologia da Informação (TI)

Projeto—Módulo de desenvolvimento do carrinho de compras

Programa—Desenvolvimento totalmente funcional de um website e-commerce

Portfólio—Todos os websites desenvolvidos pela empresa até agora

Conheça um pouco mais de Scrum em Projetos neste artigo.

Scrum x O Modelo Tradicional de Gerenciamento de Projetos

Referenciado neste artigo Scrum e o Fim do Gerenciamento Tradicional de Projetos uma visão abrangente.

Teorias Populares de RH e suas Relevâncias para o Scrum

Para um novo Time Scrum, a cultura organizacional e a forma de trabalho da organização pode parecer complexa, por isso desenvolve-se técnicas para facilitar a interação. Conforme o Modelo de Tuckman existem 4 etapas que o acontece com o Time para que possam ter um alto desempenho.

Formação, Tempestade, Normatização e Realização, conforme descritos no SBOK na página 58.

 

Gerenciamento de Conflitos

Geralmente no gerenciamento de conflitos, o Scrum é bem direto e normalmente o próprio Time Scrum internamente resolve seus conflitos com pouco envolvimento do Scrum Master.

O conflito pode ser saudável quando promove discussões em time e estimula debates, o que geralmente resulta em benefícios para o projeto e para os respectivos membros do time. Por isso, é importante que a resolução de conflitos seja encorajada, promovendo um ambiente aberto, onde os membros do time se sentem à vontade para expressar suas opiniões e preocupações com o outro, e com o projeto, e finalmente, chegar a um acordo sobre o que deve ser entregue, e de como será realizado o trabalho em cada Sprint.

Técnicas de Gerenciamento de Conflitos

Existem quatro abordagens nas técnicas de gerenciamento de conflito: Ganho-Ganho, Perda-Ganho, Perda-Perda e Ganho-Perda.

Estilos de Liderança

Liderar não é algo simples de se executar, pois depende muito do Scrum Master ter um estilo próprio. Podemos ver que a melhor forma de liderar é a Liderança servidora, mas depende de muitos fatores dentre eles a organização. Os estilos de liderança são: Liderança servidora, Delegação, Autocrático, Direção, Laissez Faire, Apoio/Treinamento, Orientador de Tarefa e Assertativo.

Há ainda outros traços conforme Greenleaf que todo líder-servidor eficaz deve possuir: Ouvir, Empatia, Cura, Consciência, Persuasão, Conceituação, Previsão, Statewardship, Compromisso com o crescimento de outros, Construindo a Comunidade.

O Scrum acredita que todos os líderes de projetos Scrum (incluindo o Scrum Master e o Dono do Produto) devem ser líderes servidores, possuindo as características acima.

Teoria de Maslow sobre a Hierarquia de Necessidades

Esta teoria se baseia nas necessidades do ser e fazer de cada um, dê um sentido a cada indivíduo do Time Scrum que a entrega dos pacotes serão melhores.

 Conheça o Aspecto Organização do SBOK

Figura 3-7: Teoria de Maslow sobre Hierarquia das Necessidades

Teoria X e Teoria Y

Segundo Douglas McGregor que propôs a Teoria X e Y em que a X assume que os colaboradores são inerentemente desmotivados e que se possível evitarão o trabalho, garantindo um estilo de gerenciamento autoritário. Na Teoria Y os Líderes, por outro lado, assumem que os colaboradores são automotivados e buscam aceitar maiores responsabilidades. A Teoria Y envolve um estilo de gerenciamento mais participativo.


#
Compartilhe!
Fale com o Site Campus

Tags: , , ,