Framework Scrum: entenda a estrutura, eventos, artefatos e papéis

Framework Scrum: entenda a estrutura, eventos, artefatos e papéis

O SCRUM recebe este nome devido a analogia com o Rugby, onde uma equipe trabalha em um ambiente complexo para manter o controle da bola. Isso é similar a uma equipe trabalhando em conjunto em um ambiente complexo para realizar um projeto. Dessa forma, o Scrum é um caminho para transformar ideias em realidade. A estrutura do SCRUM (Scrum Skeleton) demonstra a simplicidade e o poder do framework como uma mini fábrica, produzindo recursos entregáveis em cada Sprint.

O framework SCRUM consiste em Times Scrum associados a papéis, eventos e artefatos. Cada um destes componentes não está lá por acaso, eles servem a um propósito específico. E através deles que extraímos os benefícios do SCRUM. Por ser um framework, não podemos esquecer: se estes elementos não estiverem presentes, não é Scrum!
O Scrum tem tudo a ver com flexibilidade. E aprender sobre todos estes papéis, eventos e artefatos tornará o processo mais claro e eficiente.

Papéis do Scrum

Para dar início ao projeto será necessário definir os integrantes da equipe. Cada equipe no Scrum formada por um grupo de pessoas com diferentes áreas de especialização, mas trabalhando juntas em busca de um mesmo resultado. Mas, como a equipe Scrum é organizada? Quais papéis os integrantes da equipe devem desempenhar? O framework Scrum é formado por equipes multifuncionais e auto-organizadas, deixando clara a necessidade de divisão do trabalho em papéis, sendo importante entender “quem faz o que” na equipe. O SCRUM simplifica as responsabilidades no projeto em apenas três papéis:

  1. Scrum Master: uma única pessoa;
  2. Dono do Produto (Product Owner): uma única pessoa;
  3. Equipe de Desenvolvimento (Development Team): cinco a nove pessoas.

O Dono do Produto é responsável por:

• Conhecer o negócio do cliente e suas necessidades;
• Levantar e priorizar os requisitos de acordo com as necessidades do negócio;
• Ser o elo entre o cliente e a equipe de desenvolvimento;
• Gerenciar e manter o Backlog do Produto;
• Aprovar ou não as funcionalidades entregues pelo time;
• Definir o período das liberações (releases);
• Tomar decisões que maximizem o retorno do investimento.

O Scrum Master é responsável por:

• Compreender as regras e práticas do SCRUM;
• Atuar como um facilitador da equipe;
• Procurar manter o projeto dentro dos princípios e valores do framework SCRUM;
• Garantir o cumprimento dos eventos SCRUM;
• Remover quaisquer impedimentos identificados pela equipe durante cada Sprint;
• Ajudar a equipe a entender, se auto organizar e trabalhar em conjunto, de forma produtiva.

A Equipe de Desenvolvimento é responsável por:

• Construir um incremento de produto potencialmente entregável em cada Sprint;
• Ser auto organizada, colaborativa, capacitada e fazer tudo o que for necessário para desenvolver o projeto;
• Trabalhar em conjunto para completar o trabalho e colaborar com os membros da equipe para realizar tarefas, independentemente de sua função. A equipe não é dividida de acordo com cargos funcionais;
• Procurar o Scrum Master para necessidades de treinamento, orientação e remoção de impedimentos;
• Procurar o Dono do Produto para obter requisitos claros, priorização e decisões conflituosas.

Eventos Scrum

O SCRUM possui em cinco eventos importantes:

• Sprint: 2 a 4 semanas;
• Planejamento da Sprint (Sprint Planning): 8 horas para uma Sprint de um mês;
• Revisão da Sprint (Sprint Review): 4 horas para uma Sprint de um mês;
• Retrospectiva da Sprint (Sprint Retrospective): 3 horas para uma Sprint de um mês;
• Reunião Diária (Daily Scrum Meeting): 15 minutos de duração.

Uma Sprint é um período específico, que pode ser tão curto quanto uma semana ou tão longo quanto um mês. Durante este intervalo, a equipe trabalha no produto completando tarefas ou histórias de usuário, com objetivo de desenvolver um incremento funcional do produto.

A fim de mapear exatamente no que se trabalhará, uma reunião de Planejamento do Sprint é conduzida na qual a equipe decide sobre as entregas da Sprint e o trabalho necessário para atingir esses objetivos.

A Reunião Diária é uma reunião curta em que a equipe se reúne para avaliar o andamento da Sprint e se adaptar a cada dia de trabalho. A equipe analisa as realizações ou problemas do dia anterior para decidir como seguir em frente.

Após a conclusão de uma Sprint, a equipe conduzirá uma Revisão da Sprint, durante a qual a equipe discute os desafios e o Dono do Produto oferece feedback e sugestões para melhorias.

A Retrospectiva do Sprint é um período de revisão mais abrangente para análise do processo Scrum e do fluxo de trabalho.

E quanto aos Artefatos SCRUM?

Durante os Sprints, as equipes Scrum usarão três artefatos importantes:

• Backlog do Produto (Product Backlog);
• Backlog da Sprint (Sprint Backlog);
• Incremento do Produto (Increment).

O Backlog do Produto é uma lista dos requisitos, funcionalidades e critérios de aceitação necessários ao produto, identificados até então pelo cliente e pelo Dono do Produto.

O Backlog da Sprint é um subconjunto do Backlog do Produto, e consiste em um conjunto histórias de usuário e tarefas, que representa os de itens de trabalho que podem ser executados pela equipe em uma Sprint em particular.

No final de uma Sprint, um Incremento do Produto potencialmente utilizável deve ser entregue. Ele é o resultado do desenvolvimento dos itens do Backlog do Produto que foram concluídos durante a Sprint, com plenas condições técnicas de ser liberado para produção. Gerar um Incremente de Produto é o objetivo do Time Scrum durante um Sprint.

Em complemento, ainda pode-se utilizar Gráfico de Burndown que permite medir o progresso da Sprint. Já o Quadro Scrum permite gerenciar as tarefas e histórias do usuário.

Mas como tudo isso funciona em conjunto?

Tudo começará com os stakeholders fornecendo seus requisitos e necessidades ao Dono do Produto. O Dono do Produto construirá o Backlog do Produto contendo as Histórias de Usuário, com o apoio da Equipe de Desenvolvimento e do Scrum Master.

A Equipe definirá um plano para entregar os recursos que foram selecionados no Backlog do Produto. Esta atividade será realizada durante o próximo Sprint e orientada pelo Scrum Master.

Duas questões principais devem ser respondidas durante o planejamento do Sprint:

• O que pode ser entregue no incremento resultante da próxima Sprint?
• Como será realizado o trabalho necessário para entregar o incremento?

O Sprint Backlog conterá as tarefas que serão realizadas pela equipe para atingir o objetivo do Sprint. O incremento representa o conjunto de todos os itens do Backlog do Produto concluídos até o momento no projeto (até o final de uma determinada Sprint).

A equipe começará a trabalhar nos objetivos assim que o Planejamento da Sprint for concluído. Durante a Sprint, o Time fará a Reunião Diária dentro do TimeBox de 15 minutos, para coordenar os trabalhos nas próximas 24 horas.

Antes do final do Sprint, a Equipe apresenta ou demonstra o resultado da Sprint ao cliente e recebe feedback. Essa reunião é a chamada Revisão da Sprint.

Concluída a revisão do Sprint e pouco antes do fim do Sprint, o Time realiza uma reunião interna para revisar o Sprint com objetivo de melhorar o processo no próximo Sprint. Essa reunião é chamada de Retrospectiva da Sprint.

Sobre o autor:

Ivan Charles Momm é Coordenador de TI da empresa Duas Rodas, em Jaraguá do Sul, no Norte de Santa Catarina. Atua há cerca de 30 anos na área de Tecnologia da Informação, com grande experiência na gestão de projetos de infraestrutura de TI, segurança da informação e ERP SAP.

Você também pode ter o seu artigo publicado no nosso site! Para escrever artigos no Site Campus, basta se cadastrar na nossa plataforma clicando aqui. Após se cadastrar, envie um e-mail para autores@sitecampus.com.br com o título “Solicitação permissão autor“, informando no corpo do e-mail o seu login, nome e sobrenome, além de uma breve descrição do que você pretende escrever.

Assine a newsletter do prof. Frederico Aranha
#
Fale com o Site Campus

Tags:, ,