Gerente de Projetos precisa ser gerente!

Gerente de Projetos precisa ser gerente!

Gerente de Projetos precisa ser gerente!

Você já parou para pensar em subir na vida, buscar um emprego que pague mais e, assim, deixar as linhas de código por um cargo de gerente de projetos? Vamos entender algumas das características de um bom gerente.

Mas será que você tem perfil gerencial? Ser gerente de projetos não é só pegar o PMBoK, juntar um punhado de processos e tocar o projeto achando que ele vai funcionar só porque você segue o padrão de gestão de projetos do PMI.

E aí, já demitiu alguém? Você vai precisar usar sua autoridade se for necessário. Gerente de projetos é gerente, tem autoridade. Tem centro de custos. Você acha que tem o que é preciso para segurar a barra e assumir a responsabilidade? Se o projeto der errado, a culpa é sua. Não adianta por a culpa no desenvolvedor que “não entendeu o que tinha que fazer”. Não é para todo mundo, então se você é daqueles que chora junto com o funcionário quando precisa demitir alguém… continue fazendo o que faz hoje.

Black Week Site Campus

Gerente Tem Que Ter Pulso

A rádio peão te incomoda? Você não consegue dormir pensando no que os colaboradores sob sua gestão estão pensando de você? Aquela engrossada na voz que você teve que dar te incomodou e agora você quer pedir desculpas? Claro… você foi duro demais, não faz mal voltar atrás. Só não se esqueça que se você não souber manter a linha vai perder a autoridade. Isso não significa que você deve ser um babaca corporativo, mas de um jeito ou de outro vai ter que promover ordem na sua equipe e no seu projeto.

Já comentei aqui no blog sobre as técnicas de liderança contingencial. Como líder, você precisa se adaptar ao grupo e oferecer a liderança que o grupo demanda que você apresente. Com um grupo de pedreiros ou auxiliares de obra, se você mostrar os dentes em um belo sorriso e abrir sua casa para o churrasco no final de semana a obra vai para o saco. O perfil “baixo”, não que isso signifique que estes profissionais sejam inferiores, mas simplesmente tem um comportamento que requer do gestor um posicionamento mais firme, não é para o gerente “boa praça”.

Agora pense em um grupo de programadores. Você não pode trata-los como trabalhadores de obra, porque eles e sua intelectualidade vão ter um surto, um ataque de nervos e em seguida proclamarão a independência do setor e sua crucificação. Todavia, você precisa achar um jeito de colocar ordem na casa. E aí, como vai ser? Você está pronto para mudar seu próprio comportamento face aos diferentes desafios que cada equipe que você irá gerenciar a partir de agora irá lhe oferecer? Pense nisso.

Clique aqui e veja uma aula com diversas dicas para você crescer como líder no mercado gerencial e decole em sua carreira de marketing – faça gratuitamente esta aula e conheça nosso curso Seja Você O Líder agora mesmo!


#
Compartilhe!
Fale com o Site Campus

Tags: , , , ,