O Scrum e o papel do gerente de projetos - Site Campus

O Scrum e o papel do gerente de projetos

O Scrum e o papel do gerente de projetos

O Scrum traz consigo maneiras diferentes de olhar para o papel do gerente de projetos. Mas será que nas metodologias ágeis em geral ou no próprio Scrum em si essa função muda tanto assim?

O Scrum em sua essência básica é baseado em três papéis: Scrum Master, Equipe de Desenvolvimento e Product Owner.

Algumas das responsabilidades tradicionais do gerente de projetos acaba sendo transferida e divida entre esses papéis, por exemplo:

  • Foco do processo (Scrum Master);
  • A alocação de tarefas (Equipe de Desenvolvimento);
  • Gerenciando problemas e dependências (Scrum Master / Product Owner);
  • Priorização de requisitos (Product Owner);
  • Suprimento (Product Owner);
  • Gestão de risco (todos, através de planejamento do sprint, demos e retrospectivas).

Mas o que é importante para considerar o papel do gerente de projetos é exatamente entender o projeto em si.

Entender a complexidade do projeto para determinar como ele será gerenciado, ajuda você a definir onde, como e se é necessário um gerente de projeto.

Mas há um exemplo bem interessante para entender essa ideia toda:

Imagine que Flávio é um gerente de projetos de longa data na empresa e seu projeto está preste a migrar para Scrum.

Faz muito tempo que Flávio trabalha com o gerenciamento clássico de projetos, porém a sua forma de trabalho dá autonomia para seu time ser responsável por suas entregas.

Sua forma de gerenciar as pessoas o faz entender que a melhor abordagem para obter resultados é desenvolver uma equipe responsável por si e que seja capaz de comandar seu próprios prazos.

A equipe, por sua vez, entende o jeito de Flávio conduzir o projeto e sente-se a vontade para levar até ele suas preocupações e problemas que aparecem diariamente.

Flávio sempre foi cuidadoso em capacitar as pessoas e apoiar uma comunicação eficaz, prevenindo e cuidando dos conflitos que surgem pelo caminho.

Flávio será um bom Scrum Master para sua equipe? Claro que sim!

Perceba que tudo está ligado às responsabilidades e formas de conduzir as coisas. Percebendo isso, você consegue entender que não importa o nome que se dê para seu cargo, gerenciar projetos está muito além da assinatura de um Email.

Se você quer continuar respondendo como Gerente de Projetos e conduzir projetos ágeis, serão os resultados que vão dizer se você precisa mudar alguma abordagem de gerenciamento ou se deve continuar a fazer aquilo que vem fazendo de melhor.
Aquecimento Black Friday Site Campus

Ainda para você pensar, projetos cujo foco englobam apenas os itens de planejamento e execução cobertos pelo Scrum, sem sobrecarregar nenhum papel, não é necessário a figura do Gerente de Projetos formal.

O Vitor Massari fala muito bem nesse artigo que a questão aqui não é ser PMBOK ou Scrum, agilista ou não agilista, e sim considerar o melhor de cada abordagem (como uma caixa de ferramentas) e utilizá-las visando atingir sucesso nos projetos.

Inove independente da nomenclatura do seu cargo para conseguir ser sempre a figura chave para os projetos que você estará a frente, independente da metodologia a ser usada, foque no resultado que precisa ser apresentado e lembre-se que quem faz as coisas acontecerem são as pessoas envolvidas.

Clique aqui e veja uma aula sobre certificações em agile do nosso curso preparatório para as certificações PSM e PSPO da Scrum.org – faça esta aula gratuitamente e aprenda mais!


#
Compartilhe!
Fale com o Site Campus

Tags: , , ,