Princípio Scrum 01: Controle de Processos Empíricos

Princípio Scrum 01: Controle de Processos Empíricos

Princípio Scrum 01: Controle de Processos Empíricos

O Controle de Processos Empíricos se baseia em três ideias: a transparência, a inspeção e a adaptação. Saiba mais sobre esse princípio Scrum.

Em Scrum, as decisões são tomadas com base na observação e em experimentos, ao invés de no planejamento inicial detalhado.

Isso quer dizer que os processos do Scrum e as pessoas neles envolvidas evoluem com a própria evolução do projeto.

Em outros métodos, como o modelo tradicional, requere-se que um planejamento considerável seja feito com antecedência e muitas vezes o cliente não revê os componentes do produto antes do final de uma fase, ou do fim do projeto.

A interpretação e compreensão do cliente sobre o produto final pode ser muito diferente do que foi realmente entendido e produzido pelo time, e se isso for percebido tarde demais, os efeitos na relação com o cliente já serão irreversíveis.

Mas esse princípio, de Controle de Processos empíricos, é dividido em três pontos principais:

Transparência

A transparência permite que todos os processos Scrum sejam observados por qualquer pessoa e compreendidos com facilidade por todos.

Isto promove um fluxo de informação fácil e transparente em toda a organização e cria uma cultura de trabalho aberta.

Inspeção

A inspeção em Scrum é representada através do uso de um Scrumboard comum e de outras fontes de informação que mostrem o progresso do Time Scrum em completar as tarefas do Sprint atual.

Além disso, uma coleta constante de feedback entre os stakeholders e a aprovação das entregas que são realizadas permitem que o projeto seja acompanhado e percebido por todos, evoluindo continuamente.

Adaptação

A adaptação acontece quando o Time Central do Scrum e os Stakeholders aprendem através da transparência e da inspeção e, em seguida, adaptam o processo ao fazerem melhorias no trabalho que está sendo realizado.

Alguns exemplos de adaptação incluem a Reunião Diária, onde os membros do Time Scrum discutem abertamente sobre impedimentos para completar suas tarefas e procuram a ajuda de outros membros do time.

Fonte: Guia SBOK – ScrumStudy

Clique aqui e veja uma aula sobre corrente crítica com o nosso professor  Álvaro de Paula – faça esta aula gratuitamente e aprenda mais!

Cursos Online Site Campus


#
Compartilhe!
Fale com o Site Campus

Tags: ,